Falta de médicos lota pediatria da rede municipal de São Paulo

  • Por Jovem Pan
  • 26/05/2015 08h19
paralisação médicos 030711

Falta de pediatras na rede municipal de São Paulo lota unidade de hospital infantil no centro da capital e espera para atendimento chega a durar 4 horas. As filas começam a se formar dentro do Hospital Municipal Menino Jesus, no bairro da Bela Vista, e toma todos os bancos e a calçada do lado de fora.

Em outros hospitais públicos, como a AMA Jardim Castro Alves, no Grajaú, a espera chega a durar mais de 10 horas. Em outros, nem pediatra tem, como reclama a diarista Rosana Faria, depois da jornada que fez por vários hospitais para ter a filha atendida. “Eu já passei por dois hospitais que não tinha pediatra, em outro tinha, mas estavam superlotado. Se o adulto já sofre imagina uma criança que sentiu dor o dia inteiro”, diz.

O prefeito Fernando Haddad afirmou que faltam de 200 a 300 pediatras na rede municipal de saúde, e que é preciso contratar mais médicos. Ele garantiu que para tentar resolver o problema, o salário dos profissionais foi reajustado e no ano que vem chegará a R$12 mil.

Enquanto isso, as filas nos hospitais só aumentam, e na pediatria, quem precisa fazer cirurgia pode esperar até 500 dias, segundo a Secretaria de Saúde.