Filha de Woody Allen avisa a diretor que não se calará sobre suposto abuso

  • Por Agencia EFE
  • 08/02/2014 07h42

Washington, 8 fev (EFE).- Dylan Farrow, filha adotiva de Woody Allen, avisou nesta sexta-feira a seu pai que nada que ele diga a fará calar, depois que o diretor de cinema ter negado, em artigo publicado no jornal “The New York Times”, segundo ele pela última vez, ter abusado dele na infância.

“Mais uma vez, Woody Allen ataca a mim e a minha família para me tirar credibilidade e me fazer cala. Mas nada do que ele disser ou escrever pode mudar a verdade”, disse Dylan, atualmente com 28 anos, em comunicado divulgado quase imediatamente depois de tomar conhecimento sobre o artigo do diretor de “Annie Hall”.

Allen se defendeu das acusações de abuso sexual a Dylan, que perseguem-no há duas décadas, em um longo artigo no qual atribui a última polêmica sobre o caso à manipulação de sua ex-muler Mia Farrow.

“Certamente eu não abusei de Dylan. Sempre a quis bem, e espero que um dia ela compreenda que foi enganada e utilizada por uma mãe mais preocupada com o próprio ego que com o bem-estar de sua filha”, escreveu o diretor em artigo divulgado nesta sexta no site de “The New York Times” e que estará na versão impressa no domingo. EFE