FMI esperará avanços de medidas de Temer antes de divulgar relatório sobre Brasil

  • Por Estadão Conteúdo
  • 02/06/2016 12h32
FMI

O Fundo Monetário Internacional (FMI) vai esperar o avanço das medidas do governo de Michel Temer antes de divulgar o relatório Artigo IV do Brasil, o principal documento dos países membros da instituição, elaborado uma vez por ano. 

De acordo com um porta-voz do Fundo, William Murray, há uma série de coisas acontecendo em Brasília atualmente e, por isso, o Fundo vai analisar a situação e esperar os desdobramentos. Desta feita, não há uma data definida para a publicação do Artigo IV, que depende da aprovação de cada país. 

Para elaborar o documento, que faz uma análise de indicadores macroeconômicos e traz recomendações de políticas fiscais, os técnicos do FMI se reúnem com membros do governo dos Estados-membros da instituição. 

O órgão chegou a ter problemas com o governo brasileiro, em 2013, na gestão do ministro Guido Mantega na Fazenda. A equipe econômica não concordou com algumas conclusões do Artigo IV, o que ocasionou o adiamento da publicação. 

Na época, inicialmente, o FMI divulgou um texto com apenas três páginas, em agosto daquele ano, recomendando que o governo de Dilma Rousseff reduzisse o uso de bancos públicos para estimular o crédito. O relatório final acabou sendo divulgado no final de outubro daquele ano.

No relato do ano passado, divulgado em abril de 2015, os técnicos ressaltaram a necessidade de o Brasil ajustar as contas fiscais e fazer reformas estruturais, reduzindo as previsões de crescimento do país, mas elogiou as propostas do então ministro da Fazenda, Joaquim Levy, para fazer um ajuste fiscal no país.