FMI insiste que Europa precisa considerar alívio da dívida grega

  • Por Agencia EFE
  • 23/07/2015 13h40

Washington, 23 jul (EFE).- O Fundo Monetário Internacional (FMI) ressaltou nesta quinta-feira o “difícil” caminho que as negociações têm pela frente para definir o novo programa de resgate financeiro à Grécia, e insistiu na necessidade de um “compromisso concreto” dos europeus de um alívio da dívida grega.

“O alívio da dívida é necessário para o sucesso do programa”, indicou Gerry Rice, porta-voz do FMI, em sua entrevista coletiva quinzenal.

“Deixamos claro que é necessário que haja um compromisso concreto dos sócios europeus neste sentido”, acrescentou, ao comentar um dos pontos mais complexos das negociações, já que os membros da zona do euro têm sido mais rígidos em relação ao alívio da dívida enquanto o Fundo e Grécia reiteram considerá-lo indispensável.

Sobre o futuro das conversas, Rice expressou cautela e reconheceu que “claramente, há um caminho difícil pela frente” para definir o terceiro programa de resgate financeiro à Grécia após o acordo alcançado em 13 de julho pelos credores internacionais e o governo do primeiro-ministro Alexis Tsipras.

“O objetivo compartilhado é a estabilização da economia grega para que possa voltar a um crescimento sustentável”, disse aos jornalistas.

O novo programa de resgate está avaliado em 86 bilhões de euros em três anos, com a condição de que a Grécia aprofunde sua agenda de reformas estruturais e faça um duro ajuste fiscal. EFE