Forças de segurança russas matam 7 supostos islamitas no Daguestão

  • Por Agencia EFE
  • 18/01/2014 11h06

(Atualiza número de mortos).

Moscou, 18 jan (EFE).- Soldados das forças de segurança russas mataram sete supostos guerrilheiros islamitas – entre eles uma mulher – que haviam se entrincheirado em uma casa em Mahatchkala, capital do Daguestão, informou neste sábado o Comitê de Instrução (CI) dessa república russa no Cáucaso norte.

Um porta-voz do CI informou à agência “Interfax” que sob os escombros da casa, atacada pelas forças de segurança depois que os entrincheirados se negaram a depor as armas, foram encontrados seis corpos, entre eles o de uma mulher.

Acrescentou que outro suposto islamita morreu ontem à noite quando tentava romper o cerco policial.

Segundo o Comitê Nacional Antiterrorista da Rússia, a mulher morta, identificada como Zaira Aliyev, de 26 anos, “estava sendo preparada para fazer um ataque terrorista suicida”.

Fontes da polícia local disseram que os membros desse grupo poderiam ter sido os autores do atentado com explosivos ontem à noite junto a um restaurante de Mahatchkala, que segundo os últimos dados deixou 16 feridos. EFE