Fortes chuvas na República Democrática do Congo deixam pelo menos 14 mortos

  • Por Agencia EFE
  • 30/03/2015 16h32

Kinshasa, 30 mar (EFE).- Pelo menos 14 pessoas morreram por conta das fortes chuvas que castigaram a província de Kivu do Sul, no leste da República Democrática do Congo (RDC), onde centenas de casas ficaram totalmente destruídas, informaram nesta segunda-feira à Agência Efe as autoridades provinciais.

Após dias de intensas chuvas e fortes ventos, os rios transbordaram e destruíram lares, escolas e várias hectares de campos dessa província oriental.

O governador de Kivu do Sul, Marcelino Cishambo, assegurou à Efe que seu governo desdobrou todos os meios ao alcance para fazer frente a esta catástrofe e ajudar as vítimas, mas pediu ajuda ao Executivo central para uma maior intervenção.

Além disso, Cishambo admitiu desconhecer ainda as consequências reais deste temporal, já que muitos caminhos ficaram intransitáveis e os serviços de emergência não podem chegar às zonas devastadas.

“Na cidade de Swima, por exemplo, o gado, os campos e as escolas ficaram totalmente destruídos”, comentou à Efe um dirigente local.

Com centenas de casas destruídas, muitas famílias foram obrigadas a passar a noite em diversos locais da zona.

As fortes chuvas são muito frequentes nesta época do ano nesta região do continente, e desde o começo do ano causaram a morte de centenas de pessoas em diversos países, como Malawi e Moçambique. EFE