Fortes tempestades na China deixam 3 mortos e 20 mil evacuados

  • Por Agencia EFE
  • 22/06/2015 03h44

Xangai (China), 22 jun (EFE).- As fortes tempestades que castigaram nas últimas horas as províncias chinesas de Guizhou e Hunan causaram pelo menos três mortos e cerca de 20 mil evacuados em toda a região, informou nesta segunda-feira a agência oficial “Xinhua”.

Só em Hunan as fortes chuvas afetaram cerca de 360 mil pessoas, o que provocou o afundamento de cerca de 270 casas e 16 mil evacuados.

Enquanto isso, no condado de Leishan, em Guizhou, durante este fim de semana mais de 70 casas desabaram ou sua estrutura ficou danificada, e chegaram a soterrar seis pessoas em diferentes casos, uma das quais morreu, outra saiu ilesa e outras quatro tiveram que ser resgatadas.

Outras seis pessoas ficaram presas na mesma região por um deslizamento de terra, que causou a morte de duas delas, enquanto as outras quatro foram hospitalizadas.

Também em Leishan 3.000 turistas ficaram isolados pelas inundações que a chuva acabou provocando, por isso que foram levados pelas autoridades locais para lugares mais seguros.

Enquanto isso, ontem o Centro Meteorológico Nacional da China emitiu um alerta azul, o nível mais baixo de seu sistema de alarme de quatro cores, perante a iminente chegada a seu território do tufão Kujira, o oitavo que se forma este ano na região asiática do Pacífico e o primeiro deles que chegará à China.

Espera-se que o Kujira alcance o litoral do gigante asiático esta noite, enquanto se desloca atualmente em direção a ao litoral do sul da China a cerca de 10 km/h.

Contudo, é provável que muitos chineses vejam com bons olhos as fortes chuvas que trará o tufão à ilha subtropical de Hainan, que está atravessando sua pior seca desde 1959, que já afeta cerca de 30% de seu território. EFE