França anuncia voos de reconhecimento para bombardear o EI na Síria

  • Por Agencia EFE
  • 07/09/2015 10h19

Paris, 7 set (EFE).- O presidente da França, François Hollande, anunciou nesta segunda-feira que deu instruções para que as Forças Armadas de seu país realizem voos de reconhecimento para eventuais ataques aéreos contra o Estado Islâmico (EI) na Síria.

“Decidi que a partir de amanhã haverá voos de reconhecimento, em colaboração com a coalizão internacional. Em seguida, segundo a informação que colhamos, estaremos prontos para bombardear”, disse o presidente da França, país que já participa da campanha contra o EI no Iraque, mas que até agora se tinha oposto a fazê-lo em território sírio.

Em sua entrevista coletiva semestral realizado hoje no Palácio do Eliseu, Hollande descartou uma intervenção militar terrestre na Síria, ao considerá-la “inconsequente” e “irrealista”.

No julgamento do líder, “no Iraque corresponde aos iraquianos, e na Síria aos rebeldes e às forças regionais” batalhar no terreno.

Hollande insistiu que o presidente sírio, Bashar al Assad, deverá deixar o poder em um momento ou outro da transição.

“Não se deve fazer nada que possa consolidar ou manter Bashar al Assad (…). É o que devemos fazer para que possa haver um reagrupamento dos sírios sobre uma base democrática”, assinalou. EFE

er/ma