Fundo privado pode ser alternativa para menor volatidade no mercado de ações

  • Por Agencia EFE
  • 20/01/2014 17h46

São Paulo, 20 jan (EFE).- O mercado de ações é marcado pela volatidade e investir nele torna-se um risco que os interessados podem correr, mas, para que haja menor propensão à instabilidade deste mercado, foi criado o primeiro fundo de ações do Banco Santander.

O Fundo Long Biased Ações funciona na diversificação de investimentos dos clientes do banco, em que o fundo comprará cotas de fundos de terceiros brasileiros, que gerenciam a exposição líquida ao mercado de ações.

O mecanismo gerencia a exposição líquida ao mercado acionário, o que pode manter posições compradas e vendidas em ativos, buscando a obtenção de ganhos na negociação.

A partir dos dados disponíveis no mercado, um estudo feito pela gestora do Santander, a Santander Asset Management, apontou que a estratégia do fundo apresentou volatilidade média entre 7% e 12% nos últimos três anos, enquanto a média da Ibovespa oscilou em torno de 20% no mesmo período.

Apesar de a aplicação inicial restringir o acesso de todos os clientes ao fundo, por ser um valor inicial de R$ 25 mil, a estratégia é indicada para investidores qualificados com perfil de risco moderado ou arrojado, de acordo com a assessoria de comunicação do banco. EFE