Furacão Carlos segue paralelamente à costa mexicana e provoca chuvas fortes

  • Por Agencia EFE
  • 16/06/2015 14h44

Cidade do México, 16 jun (EFE).- O furacão Carlos, na categoria 1 da escala Saffir-Simpson, continua a avançar paralelamente ao litoral do México, gerando potencial de chuvas fortes em cinco estados, informou nesta terça-feira o Serviço Meteorológico Nacional (SMN).

Sua circulação alcança os estados do ocidente e do sul do México, gerando “potencial de chuvas muito fortes acompanhadas de tempestades elétricas” nos estados de Colima e no sul e na costa de Jalisco, detalhou o SMn no boletim das 10h15 (12h15 em Brasília).

Os meteorologistas previram chuvas fortes em Nayari (oeste do México), no litoral e na serra de Michoacán e em Guerrero.

Atualmente, Carlos está a 125 quilômetros ao sudoeste de Ponta San Telmo, em Michoacán, e a 165 quilômetros ao sul de Manzanillo, em Colima.

Carlos se desloca a 7 km/h rumo ao oeste-noroeste, acompanhado de ventos máximos constantes de 120 km/h e sequências de 150 quilômetros.

O SMN advertiu para as ondas de entre 2,5 e 3,5 metros em Colima e na costa sul de Jalisco, de dois a três metros no litoral de Michoacán e em Jalisco, e de 1,5 a dois metros em Nayari e Guerrero.

A zona de vigilância pelos efeitos do furacão começa em Ponta San Telmo até Praia Perula, em Jalisco, e a área de prevenção por efeitos de tempestade tropical foi expandida até Cabo Corrientes, em Jalisco, informou o comunicado.

Este fenômeno, o terceiro furacão da temporada no Oceano Pacífico, deixou o centro e o sul de Michoacán e a maior parte de Colima em alerta laranja (perigo alto), advertiu o Sistema Nacional de Defesa Civil.

O norte de Michoacán e o centro e sul de Jalisco estão em alerta amarelo (perigo moderado).

A proximidade do furacão levou as autoridades a suspenderem as aulas em vários municípios litorâneos de Jalisco, Michoacán e Colima.

Segundo as estimativas do SMN, Carlos se degradará amanhã a tempestade tropical quando estiver a 130 quilômetros ao sudoeste de Praia Perula. EFE

mqb/cd