Furacão Gonzalo se torna categoria 4 rumo às Bermudas

  • Por Agencia EFE
  • 15/10/2014 13h54

Miami, 15 out (EFE).- O furacão Gonzalo se tornou nesta quarta-feira o primeiro de categoria 4 na atual temporada ciclônica no Oceano Atlântico, ao aumentar seus ventos máximos sustentados a 215 km/h enquanto continua seu caminho por mar aberto rumo às ilhas Bermudas.

O Centro Nacional de Furacões (NHC) dos Estados Unidos detalhou que Gonzalo se encontra a cerca de 1.025 quilômetros ao sul-sudoeste das Bermudas e avança em direção ao noroeste com velocidade de translação de 19 km/h.

As autoridades das Bermudas emitiram um alerta de furacão, que prevê a passagem do fenômeno em 48 horas, já que, segundo a provável trajetória, as ilhas estão dentro do raio de ação.

O centro meteorológico, com sede em Miami, prevê uma mudança de Gonzalo rumo ao noroeste e depois para o norte nas próximas 48 horas, com uma aceleração na quinta-feira rumo ao noroeste, então o furacão estaria no Atlântico Norte nos próximos dias.

Gonzalo é um furacão de categoria 4 na escala de intensidade Saffir-Simpson, que vai até 5. São esperadas “oscilações em sua intensidade nas próximas 48 horas, algo comum nos ciclones maiores”, destacou o NHC.

As fortes ondas provocadas pelo furacão afetará zonas das Ilhas Virgens, as costas norte de Porto Rico e República Dominicana e partes das Bahamas. Especialistas do NHC informaram que as ondas também alcançarão algumas regiões da costa leste dos EUA e das Bermudas na quinta-feira.

Na atual temporada de furacões no Atlântico, que começou em 1º de junho e terminará em 30 de novembro, foram formadas sete tempestades tropicais, das quais seis se transformaram em furacões, e dois deles, Edouard e Gonzalo, alcançaram as categorias 3 e 4, respectivamente. EFE