Furacão Matthew é rebaixado para categoria 3, mas ainda pode fazer estragos nos EUA

  • Por Jovem Pan
  • 07/10/2016 09h44
Furacão Matthew

Após causar mais de trezentas mortes no Caribe, o furacão Matthew passa pela Flórida durante esta sexta-feira (07).

Uma tempestade com ventos de até 195 quilômetros por hora já atinge a costa leste e 300 mil americanos estão sem energia.

Nesta manhã, o furacão foi rebaixado para a categoria 3, em uma escala que vai até o nível máximo de 5, mas segue com uma força monstruosa.

O fenômeno deixou um rastro de destruição na República Dominicana e no Haiti, onde dezenas de pessoas morreram na quarta-feira (05).

O presidente americano Barack Obama disse que o furacão poderá ter um efeito devastador.

Nesta quinta-feira (06), o governador da Flórida, Rick Scott, fez um alerta aos moradores das regiões litorâneas. “Evacuem, evacuem, evacuem”, disse ele.

A grande comunidade brasileira de Miami se prepara para encarar a tempestade e teme por uma piora de condições.

O executivo brasileiro Gianfranco Beting falou ao Jornal da Manhã e explica que a região norte da cidade deverá ser a mais afetada: 

A principal recomendação é que as pessoas fiquem em casa, com alimentos estocados e o carro abastecido para uma possível evacuação.

O empresário Vitor Dória afirmou que a corrida aos mercados e aos postos de combustíveis gerou transtornos na cidade.

Mesmo se a tempestade não atingir com força a cidade, vários serviços devem ser prejudicados, e os Estados Unidos seguem em alerta.

O consultor jurídico Yorque Emitre ressaltou ao repórter Victor La Regina que os moradores têm planos para encarar o furacão.

A tempestade já provocou o cancelamento de mais 4 mil voos que chegam ou saem da Flórida desde quinta-feira (05).

A ordem de evacuação atinge mais de três milhões de pessoas nas regiões litorâneas dos estados da Flórida, da Geórgia e da Carolina do Sul.