General Motors confirma demissão de mais de mil funcionários no Brasil

  • Por Agencia EFE
  • 03/01/2014 21h19

São Paulo, 3 jan (EFE).- A filial brasileira da General Motors (GM) confirmou nesta sexta-feira a demissão de mais de mil empregados de uma das fábricas da multinacional em São José dos Campos, informaram fontes oficiais.

A decisão afetará 1.053 trabalhadores, um número que envolve os empregados que já aderiram ao Programa de Demissão Voluntária (PDV) no ano passado, disse nesta sexta-feira aos jornalistas o diretor dos assuntos internacionais da GM, Luiz Moan, que não confirmou o número preciso de trabalhadores que assinaram o PDV.

Os empregados que não aderiram ao programa foram informados sobre a demissão na última semana de dezembro, segundo a imprensa local.

“Não há a mínima oportunidade de reverter (a situação)”, afirmou o diretor de assuntos internacionais dq multinacional depois de se reunir com o ministro da Fazenda, Guido Mantega.

A unidade, que fabricava o modelo Classic, acabou com a produção em agosto do ano passado, informou Moan.

De acordo com o diretor, desde agosto de 2013, a General Motors deu aos empregados uma permissão de excedência remunerada fixada até 31 de dezembro a fim de cumprir com os termos assinados com o sindicato.

O acordo com o Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos foi assinado em janeiro do ano passado, quando a empresa comunicou ao sindicato e ao Ministério do Trabalho e Emprego sobre o fechamento das produção de veículos de passageiros em dezembro de 2013. EFE