Governador da Flórida declara estado de emergência pela chegada de tempestade

  • Por Agencia EFE
  • 28/08/2015 15h19

Miami, 28 ago (EFE).- O governador da Flórida, Rick Scott, declarou nesta sexta-feira estado de emergência pela previsão do Centro Nacional de Furacões (NHC) dos Estados Unidos de que a tempestade tropical Erika atravessará a península do sul ao norte semana que vem.

“A tempestade tropical Erika é uma severa ameaça a todo o estado da Flórida e exige que sejam tomadas precauções antecipadas para proteger as comunidades, infraestruturas críticas e, em geral, o bem-estar do estado”, disse Scott na ordem executiva.

O governador, que tem hoje três diferentes reuniões para analisar a situação e uma entrevista coletiva para detalhar as medidas adotadas, pôs todos os condados da Flória em estado de emergência.

Em seu mais recente boletim, das 9h (de Brasília), o NHC indicou que a quinta tempestade tropical da temporada de furacões na bacia atlântica se aproxima hoje da República Dominicana, que causou fortes chuvas em Porto Rico e nas Ilhas Virgens, “pode provocar enchentes e deslizamentos de terra que podem causar vítimas mortais”.

O centro meteorológico sugere que a região central de Cuba e a Flórida “vigiem o avanço de Erika”, mas não prevê que a tempestade se transformará em furacão ao entrar no estado, no sudeste de EUA, na madrugada de segunda-feira.

O NHC espera que Erika mantenha seu atual rumo nas próximas 48 horas, embora poderia perder força ao atravessar a República Dominicana.

“Como governador, sou responsável por saber os perigos que se apresentam neste estado e sua população por esta emergência”, assinalou Scott.

Scott autorizou o Departamento de Transporte a não cobrar pedágios nas estradas para “facilitar a evacuação dos condados afetados” e bloquear qualquer tipo de via que possa ser necessária para um “seguro e eficiente transporte dos desalojados” e para a chegada de provisões ou ajuda.

O governador deu instruções para disponibilizar os edifícios do estado que podem ser necessários para a equipe que coordenará os trabalhos de emergência, assim como os centros educativos públicos, que poderão ser usados como albergues.

A Guarda Costeira emitiu um alerta a navegantes e portos pelos fortes ventos que devem chegar à costa da Flórida nas próximas 72 horas.

Desde que em 1º de junho a temporada de furacões começou oficialmente no Atlântico, se formaram cinco tempestades tropicais: Ana, Bill, Claudette, Danny – esta última transformada no primeiro furacão de categoria maior (3) da temporada – e Erika. EFE