Governador de Porto Rico reconhece que dívida do Estado é “impagável”

  • Por Agencia EFE
  • 28/06/2015 23h08

San Juan, 28 jun (EFE).- O governador de Porto Rico, Alejandro García Padilla, reconheceu que a dívida local é “impagável” e considera que é hora de tirar o Estado Livre Associado aos Estados Unidos da “espiral mortal” na qual estão envolvidas suas finanças públicas.

Assim assegurou em entrevista concedida a “The New York Times”, que antecipou esta noite em seu protal na internet o conteúdo de um artigo que será publicado na segunda-feira, quando está previsto que o governador anuncie a mensagem dirigida a todos os cidadãos de sua decisão de buscar a reestruturação da dívida, que supera os US$ 72 bilhões.

O reconhecimento de que “a dívida é impagável; que não é questão de política mas de matemática” é uma admissão que Padilla tinha se negado a fazer até agora e que deixa o território em um complicado limbo, já que, ao não ser um estado dos EUA, não pode se declarar em quebra de acordo com a legislação federal. EFE