Governo da Austrália confirma morte de australiano-colombiano na Tunísia

  • Por Agencia EFE
  • 19/03/2015 02h13

(Atualiza com novas informações).

Sydney (Austrália), 19 mar (EFE).- Uma pessoa com cidadania australiana e colombiana está entre as vítimas do ataque realizado por homens armados em Túnis, a capital da Tunísia, informou nesta quinta-feira (data local) o primeiro-ministro da Austrália, Tony Abbott.

“Nossos funcionários consulares confirmaram que um cidadão com dupla nacionalidade australiano-colombiana, que vive em Nova Gales do Sul, está entre os mortos”, de acordo com um comunicado de Abbott.

O premiê também ofereceu suas condolências e ajuda consular aos familiares da vítima, cuja identidade ainda não foi revelada.

O jornal “Sydney Morning Herald” identificou a vítima como Javier Camelo, que residia em Sydney e estava comemorando com seus pais a conclusão de um mestrado em administração de negócios com um cruzeiro pelo Mediterrâneo.

Javier Camelo e sua mãe, Miriam Martínez de Camelo, são o filho e a esposa do general reformado do exército, José Arturo Camelo, que saiu ileso deste ataque, segundo informaram previamente fontes oficiais na Colômbia.

“Posso confirmar com tristeza que o cidadão com dupla nacionalidade australiana-colombiana de Nova Gales do Sul e sua mãe colombiana estavam entre as vítimas”, disse a ministra das Relações Exteriores, Julie Bishop, perante o parlamento da Austrália.

O primeiro-ministro de Tunísia, Habid Essid, detalhou que entre os 17 turistas mortos se encontram cinco japoneses, quatro italianos, dois espanhóis, dois colombianos, dois franceses, um australiano e um polonês. EFE