Governo de SP mantém previsão de entrega de trecho norte do Rodoanel para 2017

  • Por Jovem Pan
  • 17/02/2016 15h40
Trecho Norte

O governo de São Paulo mantém previsão de entrega do trecho norte do Rodoanel para o ano que vem mesmo admitindo problemas em lote da obra. Um dos seis setores da construção é de responsabilidade do consórcio formado pelas empresas Mendes Júnior e Isolux.

A Mendes Júnior enfrenta dificuldades financeiras por causa da Operação Lava Jato enquanto a Isolux foi descredenciada da linha 4-Amarela do Metrô.

O diretor-presidente da Dersa, Laurence Casagrande Lourenço, disse que o governo pressionou as empresas para que elas cumprissem o cronograma. “Esses problemas foram resolvidos. Ou seja, nós fizemos uma pressão muito grande sobre o consórcio e ele conseguiu reequilibrar sua atividade e hoje segue conforme o cronograma estimado. Então hoje os seis lotes avançam dentro do cronograma vigente”, explicou.

O trecho norte do Rodoanel deve ser entregue em duas partes, uma delas se conectando a ala oeste e a outra com a ala leste.

O governador Geraldo Alckmin afirmou que a construção deve ser entregue no ano que vem mesmo com o prazo contratual para 2018. “Contrato é março de 2018. Nós faremos o possível para entregar até dezembro de 2017”, disse.

Nesta quarta-feira, o governador detonou uma carga de explosivos que permitiu a abertura de um túnel do Rodoanel na Zona Norte de São Paulo.

O trecho da estrada vai ter 44 quilômetros e deve retirar quase 14 mil caminhões diariamente da marginal do rio Tietê.