Governo e oposição do Sudão do Sul iniciarão conversas de paz amanhã

  • Por Agencia EFE
  • 04/01/2014 19h59

Adis-Abeba, 4 jan (EFE).- Representantes do Governo do Sudão do Sul e dos opositores liderados pelo ex-presidente Riek Machar iniciarão neste domingo em Adis-Abeba, na Etiópia, as negociações que podem colocar fim nas hostilidades no país africano.

“Representantes do Governo estabeleceram as conversas de paz oficiais”, confirmou em entrevista coletiva o ministro das Relações Exteriores etíope, Tedros Adhanom, acompanhado pelo embaixador dos Estados Unidos no Sudão do Sul, Donald Booth.

As reuniões foram atrasadas em um dia, já que o início estava marcado pra hoje.

Na última terça-feira, as delegações do governo e da oposição, se reuniram separadamente com representantes da Autoridade Intergovernamental para o Desenvolvimento (Igad, em sua sigla em inglês), que media o conflito. Hoje, houve encontro preliminar para estabelecer a agenda das negociações.

Durante o anúncio oficial das conversas, no entanto, os líderes das negociações por parte de governo e oposição trocaram acusações pelo atraso.

Tedros Adhanom foi o responsável por acalmar os ânimos e cobrou que seja impedido o início de mais confrontos.

“Esperamos que tenham a intenção de resolver esta crise. É necessário parar esta guerra sem sentido. Vocês devem parar e devem parar hoje”, disse o ministro das Relações Exteriores etíope.

A violência no Sudão do Sul explodiu em meados de dezembro, devido a um golpe de estado promovido por Riek Machar contra o presidente Salva Kiir. Desde então, mais de 80 mil pessoas foram obrigadas a se refugiar para fugir dos confrontos. EFE