Governo exigirá instalação de para-raios nas praias de Buenos Aires

  • Por Agencia EFE
  • 23/01/2014 21h28

Buenos Aires, 23 jan (EFE).- Após a morte de quatro pessoas pela queda de um raio em uma praia argentina no último dia 9 de janeiro, o governo da província de Buenos Aires exigirá a instalação de para-raios nos balneários para “evitar novas tragédias”, confirmaram nesta quinta-feira fontes oficiais à Agência Efe.

A lei argentina de higiene e segurança no trabalho prevê a existência de sistemas contra descargas atmosféricas, mas até o momento, não se exigia a instalação de para-raios nas inspeções do governo bonaerense.

“Agora, sem dúvida, houve uma mudança climatológica importante e, em função disso, nós vamos ajustando as exigências”, explicou à Efe Raúl Ferrara, diretor provincial de Inspeções do Ministério do Trabalho provincial.

“Fizemos uma campanha de prevenção durante outubro e novembro no litoral sobre as condições de risco elétrico, mas não podíamos prever este fenômeno”, acrescentou.

As praias do litoral bonaerense terão “um prazo de 20 dias úteis” para adequar-se à nova exigência e se prevê uma prorrogação “se for apresentado um plano de trabalho com os tempos de preparação das instalações”, assegurou Ferrara.

Quatro pessoas morreram no último dia 9 na cidade de Villa Gesell, 370 quilômetros ao sul de Buenos Aires, após a queda de um raio na praia.

No domingo passado, outras sete pessoas ficaram feridas por outras duas descargas elétricas na cidade de Mar del Plata, um dos maiores centros turísticos do litoral bonaerense. EFE