Governo federal reajusta imposto da cerveja para cobrir os gastos com o setor energético

  • Por Jovem Pan
  • 01/04/2014 15h06

O Palácio do Planalto ampliou a carga tributária sobre as bebidas frias como forma de compensar os gastos adicionais com o setor energético.

Essa elevação do tributo já era prevista pelo Governo Federal para recompor a arrecadação, que foi prejudicada pela crise que atingiu o setor energético.  A medida eleva a tabela que serve de referência para cobrar impostos de cerveja, água, isotônico, energético e refrigerantes.

O imposto sobre os produtos  industrializados subiram em média 1,5%, o que deve gerar cerca de 200 milhões de reais para o caixa do governo até o final do ano.

O aumento do “IPI das bebidas” estava previsto para acontecer em outubro do ano passado, mas foi adiado após pedido do setor. O Planalto ainda não informou, no entanto, o percentual médio de elevação nem o aumento individual de cada um dos itens.