Governo federal vai aumentar fiscalização para coibir fraude na merenda e transporte

  • Por Jovem Pan
  • 28/01/2016 10h50
Ministro-chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, durante entrevista coletiva em Brasília. 24/03/2015 REUTERS/Ueslei MarcelinoMinistro-chefe da Casa Civil

O governo federal anunciou que vai aumentar a fiscalização no repasse de recursos da União para Estados e municípios para despesas com merenda e transporte escolar.

Após denúncias de desvios de recursos públicos, o objetivo é evitar novas irregularidades. Neste ano, a pasta deve transferir R$ 3,9 bilhões para alimentação de alunos da rede pública.

O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, explicou que a ideia é aumentar o controle com a criação de uma força-tarefa. “O que nós vamos fazer é intensificar a auditoria, a investigação e a punição sobre qualquer tipo de desvio. Vamos elaborar uma política eficiente de controle”, ressaltou.

A medida foi anunciada uma semana após a Polícia Civil e o Ministério Público Federal deflagrarem a operação Alba Branca, que investiga esquema de pagamento de propina em contratos superfaturados de merenda escolar em pelo menos 22 municípios de São Paulo.

O governo encontrou durante o trabalho de investigação, alimentos acondicionados de forma incorreta e veículos precários para o transporte de crianças e adolescentes.