Governo grego envia neste domingo as primeiras medidas para avaliação de Bruxelas

  • Por Agência EFE
  • 22/02/2015 08h32

O Ministério das Finanças da Grécia enviará neste domingo (22) uma carta de três páginas a Bruxelas com as reformas que pretende realizar para que as instituições façam uma primeira avaliação e enviem comentários, para assim refinar a proposta que Atenas entregará na segunda-feira.

Segundo a imprensa grega, as medidas não incluem um custo concreto das reformas, mas são similares às propostas políticas, ou seja, o governo explica seus métodos para combater a evasão fiscal, a corrupção, reformar a administração pública e fazer frente à crise humanitária.

O vice-primeiro-ministro grego, Yanis Dragasakis, disse ontem, após participar em longa reunião do Conselho de Ministros, que a elaboração desta lista “não é algo complicado, é um processo fácil”.

Fontes governamentais asseguraram que a intenção do Executivo de Alexis Tsipras é manter-se à margem de seu plano de compromissos de reforma do governo anterior e portanto, não aceitará em nenhum caso cortes de pensões e salários.

O ministro das Finanças grego, Yanis Varoufakis, se mostrou otimista e assegurou que estas reformas serão “provavelmente” aceitas por Bruxelas e que o passo seguinte será dado uma vez que as instituições analisem seu conteúdo.

Varoufakis antecipou que, se a resposta for positiva, “haverá uma conferência telefônica com as instituições e automaticamente o processo avançará”, e, em caso contrário, “será realizado um novo Eurogrupo”.