Grandes nomes do Brasil e do mundo se foram em 2015; relembre

  • Por Marina Ogawa/Jovem Pan
  • 20/12/2015 09h27
Mortes 2015

O ano de 2015 foi de grandes perdas para o cinema, teatro, política e no âmbito esportivo. Nomes como B.B. King, Içami Tiba, Tomie Ohtake, Juvenal Juvêncio, Marília Pêra e Cristiano Araújo são alguns dos que nos deixaram neste período. A Jovem Pan Online traz as mortes que marcaram, tristemente, este ano e que farão falta na vida de fãs, amigos e familiares.

Confira na galeria acima os nomes que deixarão saudade.

Entre os nomes que nos deixaram neste ano, podemos relembrar o de Thomaz Alckmin, que morreu no dia 02 de abril. Filho mais novo do atual governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, Thomaz estava entre as vítimas da queda do helicóptero em Carapicuíba.

Além de Thomaz, o helicóptero levava mais quatro passageiros: o piloto Carlos Haroldo Esquerdo Gonçalves, 53 anos; o mecânico Paulo Henrique Moraes, 42 anos; mecânico Erick Martinho, 36 anos; e o mecânico Leandro Souza, 34. Esses dois últimos eram da empresa de manutenção Helipark.

Mais recentemente, a atriz Marília Pêra morreu no dia 05 de dezembro, no Rio de Janeiro, aos 72 anos. Ela vinha se tratando de um desgaste ósseo na região lombar, que a obrigou a se afastar do trabalho por um ano. Uma das artistas mais completas do País, Marília Pêra trabalhou em mais de 50 peças, cerca de 30 filmes e 40 novelas, minisséries e programas de televisão.

Marília Pêra foi homenageada por diversos companheiros de teatro, televisão e deixará seu legado para o mundo artístico como um dos maiores nomes da dramaturgia brasileira. Certamente uma das mais fortes foi a que Miguel Falabella fez em seu Facebook, onde relembra como conheceu Marília e importância dela em sua trajetória como ator e diretor.

Outro grande nome, que se foi no dia 24 de junho, foi o do cantor sertanejo Cristiano Araújo. Aos 29 anos de idade, ele faleceu após um acidente automotivo entre os munícipios de Morrinhos e Pontalina, em Goiás. A Land Rover do artista saiu da pista e capotou. A namorada de Cristiano, Allana Moraes, 19, morreu logo após o acidente.

O mundo da música ficou chocado com a morte do cantor e homenagens, vindas de fãs também, atingiram os Trending Topics do Twitter com mensagens de conforto aos amigos e familiares.

No cenário mundial, B.B. King, considerado o “Rei do Blues” e um dos melhores guitarristas de todos os tempos morreu no dia 14 de maio em Las Vegas, nos EUA, aos 89 anos.

Famosos admiradores do astro compartilharam suas homenagens nas redes sociais, entre eles Eric Clapton, Scott Eastwood, Ryan Phillippe, Snoop Dogg, A youtuber Ru Baricelli, Gilberto Gil entre outros.

No meio esportivo estiveram a morte de nomes como o ex-presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio. O cartola de 83 anos morreu no dia 09 de dezembro. Ele lutava contra um câncer de próstata que debilitou sua saúde.

Diretor de futebol do clube nos anos 90, durante primeiro mandato de Carlos Miguel Aidar, Juvenal presidiu o clube entre 1988 e 1990.

No cenário do automobilismo, a perda do piloto Jules Bianchi, após nove meses em coma, no dia 17 de julho. o jovem de 25 anos não resistiu às consequência de uma batida durante o Grande Prêmio do Japão, em outubro de 2014.

No dia 5 de outubro de 2014, durante o Grande Prêmio do Japão de Fórmula 1, o francês, da equipe Marussia, bateu violentamente contra um trator que retirava o carro de Adrian Sutil da pista. O acidente causou uma lesão axonal difusa, em que o cérebro se move violentamente dentro crânio, e desde então ele ficou em coma.

Personalidades da Fórmula 1, autoridades da França, familiares e amigos estiveram presentes no funeral do piloto. Felipe Massa, Sebastian Vettel e Lewis Hamilton foram três dos ex-concorrentes do francês que estiveram na catedral de Saint-Réparate, em Nice, assim como o presidente da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), Jean Todt. O prefeito de Nice, Christian Estrosi, e o secretário de Estado para o Esporte, Thierry Braillard, também acompanharam a cerimônia.