Grupo brasileiro está pronto para iniciar projeto hidrelétrico na Nicarágua

  • Por Agencia EFE
  • 26/01/2014 19h28

Manágua, 26 jan (EFE).- O consórcio Centrais hidrelétricas da Nicarágua (CHN), de capital brasileiro, afirmou neste domingo estar preparado “técnica e financeiramente” para iniciar este ano a hidrelétrica Tumarín, projeto anunciado em 2011 e considerado o mais importante de seu tipo no país centro-americano.

“Nos preparamos técnica e financeiramente para construir a central hidrelétrica Tumarín, da maneira mais eficiente”, informou este domingo CHN em uma nota à imprensa, sem definir uma data para o início dos trabalhos.

A usina de Tumarín tem um orçamento de US$ 1,1 bilhão e sua capacidade de 253 megawatts equivalerá a 50% do atual consumo de energia no país centro-americano.

A construção da hidrelétrica, a cargo da Eletrobrás e o conglomerado Queiroz Galvão, se atrasaram primeiro porque o orçamento subiu de US$ 800 milhões para US$ 1,1 bi e depois por problemas com o pagamento pelas terras onde será instalada.

Na quinta-feira a presidente da Comissão de Infraestrutura e Serviços Públicos da Assembleia Nacional, Jenny Martínez, disse esperar que as obras começassem no primeiro trimestre de 2014. EFE