Guarda-costeira italiana recupera 2.700 imigrantes em 13 operações de socorro

  • Por Agencia EFE
  • 15/07/2015 19h18

Roma, 15 jul (EFE).- A Guarda Costeira da Itália informou nesta quarta-feira do resgate nas águas do Mediterrâneo de 2.700 imigrantes em 13 operações de socorro, coordenadas desde seu Centro Operacional em Roma.

Os imigrantes estavam a bordo de nove botes infláveis e quatro barcas. Cinco das primeiras foram recuperadas pela embarcação “Bourbon/Argônios” da ONG Médicos sem Fronteiras após o alerta dos serviços de guarda-costeira.

A embarcação “Dattilo”, da Guarda Costeira, socorreu duas barcas e dois botes, enquanto outra barcaça foi recuperada pela “Chimera”, da Marina Militar.

A embarcação militar alemã “Werra” recuperou os imigrantes que viajavam em outros dois botes e outras 681 pessoas que estavam em uma barcaça foram resgatadas pela intervenção conjunta da “Corsi”, da “Chimera” e do “Bourbon/Argônios”.

Hoje chegaram à ilha da Sicília 967 imigrantes recuperados em diversos resgates nos últimos dias, que desembarcaram nos portos de Messina, Lampedusa e Augusta, informou a Guarda Costeira. EFE