Hillary quase desmaia por calor e deixa ato de homenagem às vítimas do 11/9

  • Por Agencia EFE
  • 11/09/2016 15h34
MR04 WASHINGTON (ESTADOS UNIDOS) 05/07/2016.- La virtual candidata demócrata a la Casa Blanca, Hillary Clinton, pronuncia un discurso durante la 95ª asamblea de la Asociación Nacional de Educación (NEA) celebrada en Washington, Estados Unidos hoy, 5 de julio de 2016. La Asociación Nacional de Educación es el mayor sindicato de profesores del país. EFE/Michael ReynoldsCandidata democrata Hillary Clinton - EFE

A candidata democrata à presidência dos Estados Unidos, Hillary Clinton, teve que deixar de forma abrupta a cerimônia realizada neste domingo, em Nova York, para lembrar às vítimas dos atentados de 11 de setembro de 2001, após sentir mal devido ao forte calor que faz na cidade.

A ex-primeira estava nos jardins das torres reconstruídas do World Trade Center, onde foram lidos os nomes das quase 3.000 pessoas que morreram no atentado, em ato que também teve a presença do republicano Donald Trump e autoridades locais.

As emissoras “Fox” e “NBC”, citando fontes anônimas de segurança, disseram que Hillary quase desmaiou devido ao forte calor. Por isso, deixou a cerimônia para se dirigir ao apartamento de sua filha em Nova York. Ela teve que ser assistida por seus funcionários e, quando entrava em um carro que a levaria embora, perdeu um sapato.

Um vídeo gravado por um dos presentes ao ato e divulgado pelas redes sociais mostra Hillary esperando o carro sendo segurada pelo braço por um de seus assistentes. Depois, ela começa a cambalear e uma segunda pessoa têm que ajudá-la para evitar sua queda.

Um porta-voz da campanha da democrata confirmou que a ex-secretária de Estado deixou o local por causa do “excesso de calor” depois de prestar tributo às vítimas.

Hillary, de 68 anos, já deixou o apartamento de sua filha, Chelsea. Em breve declaração à imprensa que estava na porta do prédio, a ex-secretária de Estado afirmou estar recuperada.