Hollande denuncia assassinato brutal do jornalista japonês pelo EI

  • Por Agência EFE
  • 01/02/2015 07h07
François Hollande confirma que não há sobreviventes da queda do avião da Al Algerie

O presidente da França, François Hollande, condenou neste domingo (1) “com a maior firmeza, o assassinato brutal” do jornalista japonês Kenji Goto pelo Estado Islâmico (EI).

Em comunicado do Palácio do Eliseu, Hollande enviou seus pêsames à família e aos amigos de Kenji Goto.

Acrescentou que a “França é solidária com o Japão” neste momento e assegurou que os “dois países amigos vão continuar trabalhando juntos pela paz no Oriente Médio e para eliminar os grupos terroristas”.

O governo do Japão acredita que é “muito provável” que seja autêntico o vídeo publicado na internet pelo EI no qual se vê um corpo decapitado que aparentemente é o de Goto, de 47 anos.