Hollande não descarta chance de atentado terrorista em queda de avião da Egyptair

  • Por EFE
  • 19/05/2016 08h22
Presidente da França François Hollande

O presidente francês, François Hollande, disse nesta quinta-feira que o avião da Egyptair que desapareceu esta madrugada quando cobria a rota Paris-Cairo, “caiu e se perdeu”.

Hollande insistiu que não se deve descartar nenhuma hipótese, inclusive a terrorista, e afirmou que seu país está em contato com as autoridades gregas e egípcias para enviar aviões e embarcações que possam participar das busca pelo aparelho.

As informações que a França recopilou com o Egito, segundo indicou em uma conferência em Paris, “confirmam, infelizmente, que este avião caiu e se perdeu”.

Hollande ressaltou seu dever para que se saiba “tudo o que ocorreu ” e reiterou que “quando soubermos da verdade, poderemos tirar todas as conclusões”.

Por enquanto, acrescentou, “temos que que ser solidários com as famílias e ajudar na busca das causas da catástrofe”.

O presidente disse que está em contato com as autoridades gregas e egípcias para “enviar embarcações e aviões para saber onde caiu” o Airbus A320 de Egyptair que decolou ontem à noite do aeroporto Charles de Gaulle de Paris, e com o qual o contato foi perdido quando saía do espaço aéreo grego e entrava no egípcio.

Hollande confirmou que entre as 66 pessoas que viajavam, havia 15 franceses e apontou que foram tomadas “todas as disposições para acompanhar as famílias e mantê-las informadas”, o que inclui a iniciada de uma célula de crise.