Homem acusado de envenenar comida congelada com pesticida é preso no Japão

  • Por Agencia EFE
  • 26/01/2014 01h48

Tóquio, 26 jan (EFE).- A Polícia japonesa deteve um homem de 49 anos acusado de envenenar com pesticida produtos da fábrica de comida congelada na qual trabalha e provocar cerca de 2.800 casos de intoxicação alimentar em todo o país.

As autoridades acreditam que no começo de outubro do ano passado, o homem, identificado como Toshiki Abe, envenenou quatro vezes lotes de alimentos com malation, fosfato orgânico usado como inseticida e antídoto para piolhos, na fábrica que a empresa de congelados Aqlifoods tem em Oizumi, na cidade de Gunma (centro).

A Polícia encontrou plantas de malation, um produto que não é utilizado na unidade, em um objeto achado na mesma e que pertence a Abe, informou o jornal “Mainichi”.

Abe, funcionário desde 2005, estava desaparecido desde o dia 14 de janeiro e foi detido na cidade vizinha de Saitama, onde foi achado no interior de seu veículo, parado em um estacionamento.

Até o momento, o homem disse à Polícia não ter saber nada sobre ter envenenado nenhum produto.

Após detectar o pesticida, a Aqlifoods se viu forçada a retirar 6,4 milhões de produtos do mercado.

Após a detenção de Abe, Toshio Kushiro, presidente da Maruha Nichiro, companhia matriz da Aqlifoods, pediu perdão pelos problemas causados e explicou que assume a responsabilidade do incidente e que, em consequência, renunciará no final do presente exercício fiscal, que no Japão termina no dia 31 de março. EFE