Hondurenho que abusou e engravidou enteada é condenado a 400 anos de prisão

  • Por Agencia EFE
  • 04/08/2015 15h40

Tegucigalpa, 4 ago (EFE).- Um tribunal de Honduras condenou um homem a mais de 400 anos de prisão após ter abusado sexualmente e engravidado sua enteada de 11 anos, informou nesta terça-feira o Ministério Público do país centro-americano.

O hondurenho Edy Estanislao Peralta, de 27 anos, foi condenado “a uma pena de mais de 400 anos de prisão por 27 delitos de violação especial em prejuízo de uma menor de idade”, indicou o Ministério Público em comunicado.

Segundo as investigações do Ministério Público, em janeiro de 2014, Peralta levou a menor à força após agredir com um facão sua companheira e mãe da menina, Lesbia Paustino, por se opor ao fato de ele abusar sexualmente da menina.

O homem manteve a menor sequestrada por 15 dias e durante esse tempo, segundo testemunho da vítima, Peralta a estuprava até três vezes por dia, até que a jovem acabou engravidando e pariu uma criança em uma data não precisada.

Peralta foi detido em fevereiro acusado de violação especial com base em denúncias da mãe da menor perante a Promotoria hondurenha, acrescentou o Ministério Público.

O acusado cumprirá sua pena em uma cela da Cadeia de Porvir, departamento de Atlántida, no Caribe hondurenho. EFE