HSBC anuncia demissões e saída dos mercados do Brasil e da Turquia

  • Por EFE
  • 09/06/2015 08h06
HSBC vai demitir 10 mil no mundo todo

O banco HSBC anunciou nesta terça-feira (09)um novo plano estratégico que inclui uma reestruturação de 10% de seu elenco no mundo todo, uma revisão de sua futura sede, o abandono de mercados como Brasil e Turquia e sua ampliação de negócio no continente asiático.

O novo plano empresarial procura reduzir custos em US$ 5 bilhões e conseguir um retorno sobre o patrimônio líquido de mais de 10% para 2017.

O HSBC fez o anúncio em comunicado enviado à Bolsa de Valores de Hong Kong, pouco antes de oferecer uma atualização detalhada sobre o novo plano aos investidores.

“Em paralelo, o HSBC tem a intenção de acelerar os investimentos na Ásia”, com um enfoque particular na China e no sudeste asiático, afirmou no comunicado.

Para a China, prevê intensificar a expansão da gestão de ativos e seguros no delta do rio da Pérola, além de potencializar a internacionalização do iuane, disse a companhia.

O HSBC, maior banco europeu e com sede em Londres, estudará também a conveniência de transferir sua sede no final do ano, segundo especialistas, para Hong Kong.

Segundo várias publicações econômicas, citando uma apresentação pela internet feita pela companhia, a entidade planeja reduzir seu pessoal em 10%, o equivalente cerca de 22 mil postos de trabalho.

A entidade justifica o corte em novas medidas iniciadas, como a automatização de serviços e o banco digital.

A operação se trataria da segunda rodada de demissões realizada pelo banco nos últimos quatro anos.

Em 2011 a companhia anunciou uma redução de 30 mil postos de trabalho.

Após o primeiro anúncio, a ações da entidade subiram 2,4% em Hong Kong registrando o maior ganho em um mês.