Humala anuncia construção de 1.500 quilômetros de estradas em Cuzco

  • Por Agencia EFE
  • 04/07/2014 13h55

Lima, 4 jul (EFE).- O presidente do Peru, Ollanta Humala, anunciou nesta sexta-feira a construção de 1.500 quilômetros de estradas na região de Cuzco, onde está localizada a cidade perdida de Machu Picchu, como parte de uma série de projetos que compreenderão um investimento total de mais de US$ 3,6 bilhões.

Humala fez o anúncio durante a inauguração do Conselho de Ministros Descentralizado, realizado hoje na cidade de Pisac, em Cuzco.

“Viemos com um conjunto de compromissos para garantir o processo de desenvolvimento de Cuzco. Vestimos a camisa de Cuzco para levar adiante projetos, expectativas, sonhos e esperanças de um povo que durante décadas vem exigindo oportunidades e desenvolvimento”, declarou o governante.

Humala destacou, além disso, que a concessão do Gasoduto do Sul Peruano, que será construído pela espanhola Enagás e pela brasileira Odebrecht, valorizará o gás da jazida de Camisea, em Cuzco, e permitirá desenvolver a indústria petroquímica.

O presidente peruano acrescentou que os planos de investimento também incluem a construção do novo aeroporto internacional de Cuzco, que ficará na cidade de Chinchero, a construção de um hospital e a ampliação de programas de apoio social, assim como melhoras na infraestrutura turística e a promoção do cultivo de produtos para o mercado internacional.

Humala assegurou, por outra parte, que atividades como o Conselho de Ministros Descentralizado fortalecem o processo de descentralização do país, que foi seriamente questionado nas últimas semanas pelas denúncias de supostos atos de corrupção.

“Estamos aqui para trazer a mensagem de fortalecimento dos governos regionais e o fortalecimento do processo de descentralização. E contem comigo como um aliado das boas praticas”, enfatizou. EFE