Ilha de Nishinoshima cresce cerca de 9 vezes após erupção vulcânica

  • Por Agencia EFE
  • 19/11/2014 09h18

Tóquio, 19 nov (EFE).- A remota ilha japonesa de Nishinoshima aumentou em cerca de 9 vezes sua dimensão devido à lava que continua sendo expelida de um vulcão desde sua erupção há exatamente um ano, informou a Guarda Costeira do Japão.

Segundo dados das autoridades japonesas, a ilha é agora 8,6 vezes maior em relação ao seu tamanho na época da primeira erupção, ocorrida em 20 de novembro de 2013.

As últimas medições revelam que em meados de outubro o tamanho de Nishinoshima era de 1,5 quilômetros de leste a oeste e 1,7 de norte a sul.

A explosão vulcânica produzida há um ano formou no sudeste de Nishinoshima uma nova massa de terra, batizada provisoriamente de Niijima ou Shinto (duas maneiras de dizer “Ilha nova” em japonês).

No entanto, a nova ilha não recebeu nenhum nome oficial depois que a Guarda Costeira japonesa confirmou, em dezembro de 2013, que a área tinha crescido a ponto de unir-se a Nishinoshima.

A ilha tem agora uma extensão de cerca de 50 milhões de metros cúbicos e seu ponto mais alto está aproximadamente a 100 metros acima do nível do mar.

Em declarações dadas à emissora japonesa “NHK”, o professor Kenji Nogami, do Instituto Tecnológico de Tóquio, explicou que o vulcão está produzindo por dia cerca de 150 mil metros cúbicos de lava e que por enquanto não foi possível determinar até quando sua atividade pode continuar.

A Guarda Costeira aconselha a navegação a pelo menos seis quilômetros de distância do litoral de Nishinoshima devido à possibilidade de uma nova erupção ocorrer no fundo do mar. EFE