Imóveis tombados apresentam rachaduras depois de implantação de corredores de ônibus

  • Por Jovem Pan
  • 17/04/2014 09h51

Moradores do bairro do Cambuci, em São Paulo, denunciaram o surgimento de rachaduras em imóveis tombados após implantação de faixa exclusiva de ônibus na região. Em alguns trechos da rua Albuquerque Maranhão, o solo cedeu por conta do recente desvio de veículos.

O problema foi apresentado durante audiência pública que tinha como objetivo a discussão do corredor Lins de Vasconcelos – Lacerda Franco. Os Moradores e os comerciantes estiveram nesta quarta-feira na Câmara Municipal de São Paulo cobrando providências.

A população do Cambuci e Aclimação realizou várias manifestações, com interdição de vias, contra as novas faixas de ônibus. O diretor de planejamento da CET, Tadeo Leite, disse que não há como prever afundamentos do asfalto em ruas íngremes como a Lacerda Franco.

*Ouça os detalhes no áudio

Com a faixa de ônibus na rua Lins de Vasconcelos, a velocidade aumentou e chega a 60 quilômetros por hora, o que pode gerar mais acidentes. Em entrevista à repórter Renata Perobelli, a comerciante Viviane Debretto lamentou ainda a queda no faturamento.

Quem trabalha e reside no Cambuci e Aclimação garante que não irá desistir de lutar contra as alterações junto à CET e à Câmara Municipal. Contru e subprefeitura local devem fiscalizar os imóveis com rachaduras nas imediações do binário na Zona Sul de São Paulo.