Inadimplência leva bancos do Brasil a reservar mais recursos contra calotes

  • Por Jovem Pan
  • 17/11/2016 15h36
Dinheiro Bolso - Fotos Públicas

O avanço dos níveis de inadimplência leva os maiores bancos do Brasil a reservar uma parcela maior de recursos contra os calotes nas operações. Bradesco e Itaú, por exemplo, creditaram parte da redução dos lucros no terceiro trimestre deste ano ao aumento destas provisões.

A espécie de fundo para devedores duvidosos fica reservada em caso de possível falha dos clientes em honrar os compromissos assumidos. As quatro maiores instituições financeiras do país desembolsaram quase R$ 23 bilhões nesta espécie de colchão prudencial.

O volume é 14% maior que o reservado entre abril e junho deste ano pelas mesmas instituições financeiras. Além disso, a consultoria Economática revela que a precaução é a segunda maior em todos os períodos tomadas nesta década.