Incêndio destrói 6.204 hectares de reserva no sul do Chile

  • Por Agencia EFE
  • 27/03/2015 12h50

Santiago do Chile, 27 mar (EFE).- Um incêndio que há duas semanas afeta a Reserva Nacional China Muerta, na sulina região chilena de La Araucanía, destruiu até agora 6.204 hectares de florestas nativas, informou nesta sexta-feira o Escritório Nacional de Emergência (Onemi).

O acidente na China Muerta, a 700 quilômetros de Santiago, é o maior de três incêndios que se mantêm ativos nessa região, afetando mais de 600 hectares em outros setores, entre eles o Parque Nacional Conguillío, no município de Vilcún, e Vilucura, na cidade de Lomquimay.

Este último abrange cerca de 590 hectares e o de Conguillío 62,3 hectares, indicou o organismo.

Na zona estão trabalhando brigadas especializadas, técnicos, grupos de guardas florestais, aviões cisterna e helicópteros da Corporação Nacional Florestal (Conaf), além de bombeiros vindos desde a Argentina e o Uruguai.

O especialista em delitos ambientais da promotoria de Temuco, Jaime Pino, assegurou que o Ministério Público já identificou a área onde supostamente foi iniciado o incêndio da China Morta.

O especialista chegou na quinta-feira até Melipeuco, a 700 quilômetros de Santiago em companhia de policiais da Brigada Investigadora de Delitos Meio Ambientais (Bridema) e do Laboratório de Criminalística da Polícia, para iniciar a investigação que determine a origem do fogo e eventuais responsabilidades.

“Tudo parte por determinar se existe primeiro um fato punível, ou seja, se o incêndio foi causado por razões naturais ou se houve ação humana”, disse.

“E caso seja evidenciada uma ação humana, verificaremos se esta pode ser atribuível a alguma pessoa e uma vez conseguido isso, determinar se isto tem um caráter doloso, ou seja uma intenção, ou foi uma negligência”, acrescentou o promotor.

De acordo com a informação técnica da Conaf, no Chile há 47 incêndios ativos nas sulinas regiões do Bio Bío, La Araucanía, Los Rios e Los Lagos, que afetam uma superfície de 10.344,98 hectares de vegetação.

Adicionalmente há outros 80 incêndios controlados nas regiões de Maule, Bío-Bío, La Araucanía, Los Rios e Los Lagos que afetam uma superfície de 10.410,62 hectares de combustível vegetal, além de três incêndios extintos em Maule, Bío-Bío e La Araucanía, que afetaram 55,65 hectares de vegetação. EFE