Incêndio em hospital na Coreia do Sul causa morte de 21 pessoas

  • Por Agencia EFE
  • 27/05/2014 22h16

Seul, 28 mai (EFE).- Um incêndio em uma clínica da Coreia do Sul causou a morte de 21 pessoas e ferimentos em outras sete, a maioria idosos, durante a madrugada desta quarta-feira (data local), informaram a polícia e os bombeiros.

O incêndio aconteceu no segundo apartamento de uma clínica de Jangseong, a cerca de 300 quilômetros de Seul, por volta da 0h30 local (12h30 de Brasília de terça-feira) e foi controlado cerca de 30 minutos depois, mas a fumaça densa que envolveu o edifício de três andares foi o motivo do alto número de mortos, segundo as autoridades.

A maioria dos pacientes do hospital tinha entre 70 e 80 anos e estavam restritos às camas por padecerem de doenças como o Alzheimer e o acidente vascular cerebral, segundo a agência sul-coreana de notícias “Yonhap”.

Além dos pacientes, uma enfermeira morreu enquanto trabalhava e seis dos feridos estão em estado grave.

Segundo as informações da “Yonhap”, cerca de dez pacientes que estavam internados no primeiro quarto da clínica conseguiram escapar quando o incêndio começou, mas outros 30, que dormiam no segundo apartamento, acabaram morrendo depois de ficarem expostos à fumaça tóxica.

O incêndio acontece enquanto a Coreia do Sul ainda está comovida pelo naufrágio da balsa Sewol no dia 16 de abril, que causou a morte de mais de 300 pessoas, a maioria jovens com entre 16 e 17 anos.

As autoridades foram duramente criticadas pelas carências e erros nos mecanismos de prevenção de desastres e na resolução de uma crise desse tipo. EFE