Incêndios do sul da Austrália deixam 29 Feridos e 26 casas queimadas

  • Por Agencia EFE
  • 05/01/2015 05h27

Sydney (Austrália), 5 jan (EFE).- Pelo menos 29 pessoas, a maioria bombeiros, ficaram feridas e 26 casas foram queimadas pelos incêndios que castigam o sul da Austrália, que já arrasaram 12.500 hectares de terreno, informaram nesta segunda-feira fontes oficiais.

O chefe do Executivo do estado da Austrália do Sul, Jay Weatherill, disse para a imprensa que a maioria dos feridos foi de forma leve, embora algum tenha sido hospitalizado por causa da catástrofe.

Weatherill comentou que os incêndios florestais se estendem dentro de um perímetro de 238 quilômetros, continuam ativos e apresentam “um forte e claro perigo”.

Os bombeiros calculam que as chamas, que ardem com facilidade e apresentam um comportamento errático, seguirão ardendo nas próximas duas a três semanas, segundo a emissora local “ABC”.

Mais de 700 bombeiros trabalham contra o tempo para proteger cerca de mil imóveis perante a deterioração das condições meteorológicas previstas para esta terça-feira, que será marcado por temperaturas de 38 graus centígrados, e na quarta-feira, dia em que se esperam tempestades.

Além disso, outros incêndios florestais ardem no sulista estado de Victoria, onde a queda das temperaturas ajuda hoje os bombeiros a conter as chamas.

Por sua vez, na Austrália Ocidental, as autoridades se preparam para enfrentar possíveis incêndios já que os marcadores de temperatura mostram 37 graus hoje e amanhã aumentará para 41.

As altas temperaturas durante o verão austral contribuíram nos últimos anos para um aumento dos incêndios na Austrália, uma situação que os cientistas vinculam em parte ao aquecimento global causado pela mudança climática. EFE

wat/ma