Índia aprova reforma inédita para solucionar fronteira com Bangladesh

  • Por Agencia EFE
  • 14/05/2015 16h01

Nova Délhi, 7 mai (EFE).- O Congresso da Índia aprovou nesta quinta-feira uma reforma constitucional qualificada como “histórica” pelo primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, para desbloquear um acordo de fronteira com Bangladesh pendente há mais de 40 anos e resolver definitivamente o status de mais de 100 cidades.

“A histórica aprovação da reforma marcará um novo capítulo em nossos laços com Bangladesh”, disse Modi em sua conta no Twitter, após comunicar pessoalmente o acordo à primeira-ministra do país vizinho, Sheikh Hasina.

A resolução desta questão “contribuirá para uma fronteira estável e pacífica, com melhor gestão e coordenação e conduzirá a melhorar a segurança”, afirmou o dirigente. A reforma recebeu o apoio unânime da Câmara baixa (deputados) depois de ser aprovada ontem também por unanimidade no Senado.

Desse modo, será possível aplicar um acordo assinado em 1974 entre ambos os países asiáticos que estava pendente de mudança constitucional por 41 anos, conforme a agência de notícias local “Ians”. O acordo representa a troca de território que, na parte da Índia, afeta os estados de Assam, Meghalaya, Mizoram, Tripura e Bengala, com 111 cidades que ocupam pouco mais de 95 quilômetros quadrados; enquanto Bangladesh trocará outras 51 áreas que somam apenas 29 quilômetros quadrados.

Os dois países deverão esclarecer a situação de seis quilômetros de fronteira, do total de 2.979 quilômetros de limite terrestre que compartilham.

Em 2010, 37.300 residiam no lado bengalês e 14 mil em território indiano. Essas pessoas poderão decidir entre permanecer em um país ou em outro e as que optarem pelo lado indiano receberão ajudas públicas, segundo a ministra das Relações Exteriores, Sushma Swaraj, que em seu discurso no Congresso garantiu que os problemas de imigração ilegal nesta fronteira acabarão. EFE