Instituto define 4 eixos para cooperação agrícola na América

  • Por Agencia EFE
  • 23/05/2014 14h54

San José, 23 mai (EFE).- O Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA) informou nesta sexta-feira que definiu quatro eixos principais para apoiar os países do continente nos próximos anos, a fim de estar à altura dos desafios atuais do setor.

O IICA, que pertence à Organização dos Estados Americanos (OEA) e com sede na Costa Rica, informou em comunicado que os quatro focos de ação serão competitividade e sustentabilidade das cadeias agrícolas para a segurança alimentar, assim como a inclusão na agricultura e nos territórios rurais.

Além disso, a resiliência e gestão integral de riscos na agricultura; e a produtividade e sustentabilidade da agricultura familiar para a segurança alimentar e economia rural.

Estas novas prioridades foram estabelecidas pelo IICA em seu Plano de Médio Prazo 2014-2018, o qual foi aprovado esta semana por seu Comitê Executivo.

“Estas grandes mudanças vão desde aumentar a governabilidade dos sistemas agrícolas e agroalimentares até adotar uma cultura de prevenção de riscos, assim como aumentar a articulação intersetorial dos ministérios com ingerência nos territórios rurais e reduzir a vulnerabilidade econômica de seus habitantes”, explicou o instituto.

Também pretende “melhorar a produtividade e a competitividade do setor agrícola, o bem-estar rural, melhorar a capacidade para diminuir e se adaptar à mudança climática, utilizar melhor os recursos naturais e melhorar a contribuição da agricultura à segurança alimentar”.

O IICA dará cooperação a seus 34 países-membros através de recursos externos, ações de resposta rápida e um fundo de cooperação técnica.

Dados do instituto indicam que em 2013 executou 293 projetos de cooperação na região no valor de US$ 159 milhões. EFE