Irmão de Kim Jong Un morreu de ataque cardíaco, diz Coreia do Norte

  • Por Estadão Conteúdo
  • 02/03/2017 10h32
Kim Jong Un - Reprodução

O enviado norte-coreano à Malásia rejeitou nesta quinta-feira a autópsia feita pelas autoridades do país e afirmou que o meio-irmão do líder da Coreia do Norte, Kim Jong Un, faleceu por causa de um ataque cardíaco agravado pela diabetes e por pressão alta.

Anteriormente, o governo malaio concluíra que Kim Jong Nam faleceu por complicações causadas pelo agente nervoso VX.

As diferenças entre os resultados encontrados criaram uma batalha diplomática entre ambos os países. A autópsia está no centro do debate, uma vez que o governo de Pyongyang pediu expressamente que não fosse realizada uma autópsia, mas as autoridades locais o fizeram mesmo assim.

Separadamente, a Malásia anunciou que vai parar de permitir a entrada de norte-coreanos no país sem visto.

A autópsia malaia que encontrou traços do agente nervoso VX elevou especulações de que foi o governo norte-coreano orquestrou o ataque. Especialistas afirmam que o veneno oleoso quase certamente foi produzido em um sofisticado laboratório estatal de armas.

O governo norte-coreano negou qualquer papel na morte de Kim Jong Nam.