Israel toma medida para descriminalizar uso da maconha

  • Por Estadão Conteúdo
  • 05/03/2017 16h22
Primeiro-ministro israelelnse Benjamin Netanyahu fala neste domingo em Jerusalém

O governo israelense tomou mais um passo para descriminalizar o uso da maconha. Segundo a imprensa do país, o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu aprovou uma medida que deve reduzir as penas por possessão da droga. Caso a pessoa seja pega portando maconha, ela terá de pegar uma multa, ao invés de enfrentar acusações criminais.

Netanyahu afirmou, antes de uma reunião neste domingo (5), que uma “nova política” sobre a questão deve ser elaborada “de maneira cautelosa e controlada”.

A decisão não significa que Israel terá coffee shops como as conhecidas em Amsterdam. Segundo o jornal Haaretz, um comitê irá estudar maneiras de regular o uso da maconha.

A política da oposição, Tamar Zandberg afirmou que “esse é um passo importante, mas não é o fim da linha. Manda a mensagem de que um milhão de israelenses que consomem maconha não são criminosos”, disse.