Itália resgata número recorde de imigrantes em um dia

  • Por Agência Brasil
  • 30/08/2016 09h17
LES03 LESBOS (GRECIA) 27/06/2016.- Fotografía facilitada hoy, 27 de junio de 2016, que muestra a un refugiado iraquí que lleva en brazos a su bebé y a su mujer ciega agarrada a su espalda, a su llegada en lancha a la costa nororiental de la isla de Lesbos (Grecia) ayer. El ministro de Inmigración griego, Yiannis Mouzalas, ordenó a la policía cuidar especialmente de esta familia. EFE/Stratis TsoulelisRefugiados iraquianos chegam à coista europeia na ilha de Lesbos

A Guarda Costeira italiana resgatou 6,5 mil imigrantes somente na última segunda-feira, 29, no Canal da Sicília, que fica no Mar Mediterrâneo, entre a Tunísia e a ponta sul da ilha italiana. Este é o maior número registrado de resgates em um único dia. A Guarda Costeira fez 40 operações marítimas para tirar das águas os 6,5 mil imigrantes. As informações são da Agência Ansa.

De sexta-feira passada, 26, até esta terça, 30, foram socorridas cerca de 10 mil pessoas, a maioria que viajava em navios clandestinos e fazia a rota entre a Líbia e a Itália. Por estar no Mediterrâneo e próximo de países do norte da África e do Oriente Médio, a Itália é uma das nações europeias que mais recebem imigrantes.

Diariamente, milhares de pessoas tentam chegar ao continente para solicitar asilo político e iniciar uma nova vida. O fluxo de refugiados atual já é considerado o maior desde a Segunda Guerra Mundial (1939-1945).