Itália socorre 3 mil imigrantes ilegais nas últimas 24 horas

  • Por Agencia EFE
  • 31/05/2014 11h54

Roma, 31 mai (EFE).- A Marinha da Itália informou neste sábado ter socorrido cerca de 3 mil imigrantes imigrantes ilegais que tentavam chegar ao litoral do país através do Canal da Sicília nas últimas 24 horas.

Os imigrantes foram resgatados ao longo da noite de hoje em diversas operações de salvamento. Nos últimos meses, a Itália pediu reiteradamente ajuda à União Europeia para abordar o problema da chegada em massa de imigrantes ilegais ao país, um número que nos primeiros cinco meses do ano chegou a quase 40 mil pessoas.

Em entrevista publicada hoje por vários jornais europeus, como o italiano “La Stampa”, o primeiro-ministro Matteo Renzi afirmou que vai debater o problema da imigração ao longo do segundo semestre, quando a Itália ocupar a presidência rotatória da União Europeia (UE).

A Marinha italiana socorre imigrantes em situação de perigo em alto-mar graças à operação de salvamento “Mare Nostrum”, iniciada após um naufrágio ocorrido em 3 de outubro de 2013 perto da ilha de Lampedusa e que matou 366 pessoas.

Desde então, esta operação resgatou 27.790 imigrantes, dos quais 3.034 eram menores de idade, segundo o Ministério da Defesa italiano.

Esta operação não evitou, no entanto, uma nova tragédia no dia 13 de maio, quando pelo menos 17 imigrantes morreram depois que a embarcação em que estavam naufragou a 100 milhas náuticas de Lampedusa. EFE