Japão aumentará em 1 terço seus serviços de inteligência para Tóquio 2020

  • Por Agencia EFE
  • 24/09/2014 00h21

Tóquio, 21 set (EFE).- O governo japonês prevê aumentar significativamente o número de trabalhadores de sua Agência nacional de inteligência para poder implementar as medidas antiterroristas adequadas para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, informou neste domingo o jornal “Nikkei”.

O plano do governo japonês é que seus serviços de inteligência, tanto no Japão como no exterior, passem de 1.500 membros atuais para um total de 2.000, o que representa um aumento de mais de 30%.

O primeiro passo será contratar 50 novos investigadores e especialistas em inteligência no próximo ano fiscal japonês que começa em abril de 2015.

Embora o Japão não viva normalmente sob a pressão do terrorismo internacional, o governo é agora consciente de que acolher a sede dos Jogos Olímpicos te transforma em um alvo mais provável, apontou o jornal.

O Executivo de Tóquio está considerando, além disso, fortalecer a colaboração entre diferentes departamentos como o Mistério das Relações Exteriores e a Polícia Nacional

O baixo número de funcionários dedicados aos serviços de inteligência do Japão contrasta com o de outros países como Reino Unido, onde rondam os 8.000 ou EUA, onde se calculam que podem ser entre 30.000 e 40.000. EFE