Jean-Marie Le Pen volta à sede da FN após ter recuperado militância

  • Por Agencia EFE
  • 03/07/2015 09h25

Paris, 3 jul (EFE).- O ex-presidente e cofundador da Frente Nacional (FN), Jean-Marie Le Pen, voltou nesta sexta-feira à sede desse partido ultradireitista francês, um dia depois que a Justiça do país anulou a decisão de suspender-lhe da militância.

“Livrarei a batalha até o final, até a vitória. (…) Se me querem declarar guerra, estou disposto a fazê-la”, disse em sua chegada à sede do partido em Nanterre, cidade situada nos arredores de Paris.

Nesta quinta-feira, o Tribunal de Grande Instância de Nanterre anulou a suspensão de sua militância, decidida em maio passado pela direção da FN, liderada por sua filha, após declarações nas quais este considerou as câmaras de gás da Alemanha nazista como um “detalhe” da história.

A decisão judicial, segundo seu advogado, Frédéric Joachim, implicou que a partir de hoje o patriarca do clã Le Pen podia voltar a usar seu escritório e todos os meios dos quais dispunha em sua qualidade de filiado, a menos que a sentença seja finalmente revogada em apelação.

O octogenário político ultranacionalista levou o FN aos tribunais porque não estava de acordo com a interpretação que seu comitê executivo fez dos estatutos do partido que cofundou em 1972, em virtude da qual foi expulso temporariamente. EFE