Jihadistas vendem barato petróleo e gás da Síria a comerciantes iraquianos

  • Por Agencia EFE
  • 21/07/2014 14h08

Beirute, 21 jul (EFE).- O grupo radical Estado Islâmico (EI) tem vendido petróleo e gás natural liquidificado na Síria a comerciantes iraquianos que cruzam a fronteira com o país vizinho, informou nesta segunda-feira o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

A ONG, que citou fontes “de confiança” no leste da província síria de Deir ez Zor, assinalou que nos últimos dias caminhões com placa iraquiana atravessaram a fronteira em direção aos campos de petróleo e gás sírios.

Alguns veículos foram para a jazida de petróleo de Al Omar, a maior da Síria, situada em Deir ez Zor, enquanto outros foram para a usina de Kunico para comprar gás liquidificado, utilizado como carburante.

O EI, que proclamou no final de junho um “califado islâmico” em parte do território do Iraque e da Síria, controla todos os campos de petróleo de Deir ez Zor, província quase totalmente dominada pelo grupo, com exceção das áreas tomadas pelo regime.

No início deste mês, o EI vendeu petróleo por duas mil libras sírias o barril (R$ 30) e ao mesmo tempo obrigou os comerciantes de petróleo das regiões controladas que o comercializassem por um preço máximo de três mil libras sírias (R$ 45) em uma tentativa de ganhar apoio popular. EFE