Jockey Club e subprefeitura do Butantã ignoram justiça; veja

  • Por Jovem Pan
  • 06/08/2014 09h06

O Jockey Club e a subprefeitura do Butantã ignoraram a Justiça, não desmontaram Arena XYZ e moradores temem casos de dengue no hipódromo. Há um ano, os envolvidos foram condenados a desfazer a estrutura tubular gigantesca montada no gramado de uma área tombada na Cidade Jardim.

Moradores estão preocupados com a hipótese dos containeres abandonados e da base reforçada de concreto abrigarem criadouros do mosquito da dengue. O representante da Associação Dissidente dos Moradores do Morumbi, João Olyntho Antunes de Oliveira, denunciou o abandono e o risco.

A obra para megaeventos com até 8 mil pessoas, ao lado da Marginal do Rio Pinheiros, foi iniciada e permaneceu sem alvará. A advogada especialista em direito administrativo na área ambiental, Daniela Libório Sarno, enfatizou o descaso das autoridades.

*Ouça os detalhes no áudio

Diante das irregularidades e do risco da transmissão da dengue, o Ministério Público decidiu notificar os responsáveis. Em entrevista à repórter Renata Perobelli, o promotor da área de Habitação e Urbanismo, José Carlos Freitas, detalhou a ação.

Tombado pelo município e estado, o Jockey está parcialmente abandonado mesmo após sentença de primeiro grau determinando a demolição. O líder do movimento junto ao Ministério Público, o morador Fernando Lobo apontou os diversos problemas gerados pela Arena XYZ.

A reportagem da JOVEM PAN entrou em contato com a subprefeitura do Butantã e com o Jockey Club, mas não houve retorno. Enquanto o jogo de empurra já dura um ano, a saúde do cidadão é colocada em xeque com a possibilidade do surgimento de criadouros da dengue.