JPMorgan anuncia mais cortes com demissão de pelo menos 8 mil em 2014

  • Por Agencia EFE
  • 25/02/2014 15h23

Nova York, 25 fev (EFE).- O grupo bancário JPMorgan Chase irá despedir este ano oito mil funcionários da unidade de empréstimos hipotecários, da rede de filiais e do setor de cartões de crédito, e contratará cerca de três mil pessoas para outras áreas, anunciou nesta terça-feira.

O maior grupo dos Estados Unidos em volume de ativos, divulgou a estratégia durante uma apresentação para um grupo de investidores em Nova York, onde detalhou que para 2014 prevê cortar cinco mil pessoas da equipe e ficar com um total de 260 mil funcionários.

A unidade hipotecária é a mais afetada pelos cortes de pessoal, já que o banco planeja despedir nos próximos meses seis mil empregados, por causa da menor rentabilidade do negócio causada pelo queda de procura por empréstimos.

Ano passado o JPMorgan Chase tinha anunciado entre 13 mil e 15 mil cortes nessa unidade até fim de 2014, dos quais 11 mil foram feitos em 2013. Apesar da estimativa de ainda restarem quatro mil cortes, a entidade decidiu ampliar esse número para seis mil.

As outras unidades afetada são a rede de filiais bancárias e o setor de cartões de crédito, onde o banco prevê agora outros dois mil despedidos, que se somarão aos cinco mil empregos extintos em 2013.

O JPMorgan Chase não pretende ampliar seu número de filiais nos próximos dois anos. Os novos escritórios que abrirem serão menores e terão menos empregados.

Assim o grupo freará sua estratégia de abertura de novas filiais e ficará com as quase 5.600 que tem atualmente, após abrir 16 escritórios em 2013, 106 em 2012 e outros 240 em 2011.

As ações de JPMorgan Chase, um dos 30 componentes do Dow Jones Industrial, caíam no momento da divulgação da estratégia 0,98% na Bolsa de Nova York (NYSE), onde se revalorizaram mais de 20% nos últimos 12 meses. EFE