Justiça considera “abusiva” greve de ônibus em São Paulo e aplica multa

  • Por Agencia EFE
  • 26/05/2014 21h34

O Tribunal Regional do Trabalho (TRT) considerou “abusiva” a greve de motoristas de ônibus que paralisou São Paulo nos dias 20 e 21 de maio e decretou nesta segunda-feira uma multa de R$ 200 mil aos sindicato das empresas e ao dos motoristas.

A decisão, que pode ser recorrida, foi tomada depois que na semana passada uma greve de ônibus, decretada sem aviso prévio, deixou sem transporte mais de um milhão de pessoas e colapsou a cidade.

A paralisação começou na terça-feira passada depois que os trabalhadores rejeitaram um acordo assinado na véspera entre o sindicato que os representa e os proprietários das empresas de transporte, pelo qual lhes foi concedido um aumento salarial de 10%, frente ao reajuste de 30% que exigiam.

O TRT determinou que a multa seja assumida entre o SindiMotoristas e o SPUrbanus – cada um terá que pagar R$ 100 mil.

Além da multa, o tribunal considerou que os dias não trabalhados devem ser compensados pelos funcionários.